A taberna

A taberna em Vilamoura é um restaurante de petiscos a não perder.
Boa esplanada, bom serviço e excelente qualidade de comida.
O franguinho frito, as pataniscas, o choco frito é tudo muito muito bom.
Tem uma ementa para todos os gostos e tudo muito tipicamente português.
A limpeza é impar o que num restaurante eu valorizo muito.
A sangria é também de destaque.
Se tiverem em Vilamoura não percam uma visita a este restaurante.

20140628-133646-49006414.jpg

Restaurante de São Tomé e Principe

Assumo a minha ignorância mas acho que este é o único restaurante de São Tomé em Lisboa por isso vale a pena ressalva-lo – A Cartuxinha – rua das farinhas 7

Confesso que quando fui a São Tomé e Príncipe tive um dos momentos gourmet mais insólitos na minha vida, por 2 razões: no meio do nada, numa localidade chamada Angolares está uma roça conhecida por todos, mas ninguém imagina que tão no meio do nada se pode comer tão bem; pois comi das melhores refeições de todos os tempos e com a excelente recepção e explicação de João Carlos Silva ( só a escrever isto já me sinto a babar com a omelete de folha de mocócó de entrada que ele fez) E isto jáCartuxinha foi à mais de 12 anos e até hoje sinto os sabores.

Por isso quando penso em comida de São Tomé as minhas expectativas estãIMG_2944o altíssima.

A Cartuxinha não está ao nível do João Carlos Silva nem perto, mas dá para sentir os sabores e matar saudades de um país tão maravilhoso como este.

Ressalto a Moamba e a Cachupa que estavam muito boas.

 

De resto é um restaurante barato e sem grandes aspirações, mas sempre bom para experimentar novos sabores.

Atenção que não tem multibanco e só avisam no fim por isso vão preparados.

restaurantes chineses em Lisboa

Em Portugal assistiu-se nos anos 80 a um boom de restaurantes chineses, na altura ficou moda, toda a gente queria jantar nos restaurantes chineses; era um sinal de abertura de espírito de abertura a novas culturas.

Depois a qualidade começou a diminuir e veio o boom dos japoneses e por ai adiante.

Assim hoje é difícil apreciar e encontrar um bom restaurante chinês, mas eu estou aqui para ajudar e aqui vão algumas dicas.

Primeiro que tudo em nenhum destes espere encontrar um ambiente cuidado, romântico ou algum sentido de design; aqui vai-se pela comida.

Grande PaláPalácio Hong Kongcio Hong Kong – Rua Pascoal de Melo 8 –  a primeira vez que lá foi só existia quase chineses a comer, agora já foi mais publicitado e já encontramos mu

itos europeus, mas não foi isso que fez a comida piorar a qualidade.

A ementa tem quilómetros e há de tudo para provar, a minha proposta é pedir vários e partilhar, é tudo excelente, e depois há surpresas como esta sobremesa.

Tian Yi Jiao – este recomendo mesmo só a quem gosta de aventuras, no dia que fui só chineses em megas mini reuniões de famílias e nós, A ementa está traduzida e o português não é uma língua que se fale muito.chines

Tem pratos hiper originais e pratos mais “normais”, alguns que pedimos a empregada respondeu-nos europeus
não gostam; o meu marido gosta de tudo por isso insistiu.

Um dos pratos era realmente esquisito, espinhas de peixe fritas ( naturalmente o meu marido gostou), o resto muito muito bom, as sopas uma maravilha; os noodles com carne picada é uma opção segura e muito muito boa.

Abre para jantares e está na rua do antigo Independente para quem é desse tempo – Rua António Pedro 95

 

Yum Cha GardenIMG_2834Paça de Maputo 6A Oeiras – uma maravilha de dim sum e a comida é maravilhosa especializados em comida cantonesa.

A minha recomendação é apostarem nas 30 variedades de dim sums são todos ums delicia.

Servem almoços até as 15h30.IMG_2835

 

 


IMG_2836