Little Corn Island o final

Little corn island o final

Como em todas as ilhas o vento começou e no 2º dia não houve Panga e não se sabia quando havia. Talvez quinta quando vocês regressarem já esteja melhor de vento e exista Panga. Claro que certezas aqui nunca há.

E lá vivemos os restos dos nossos dias aqui a olhar para o vento e a rezar que melhore,  a vida de ilha é mesmo assim.

O resto dos dias passamos a passear pela praia, Yoga, mergulho, snorkelling e comer.IMG_8721 (640x427)

Há restaurantes maravilhoso mas a Lagosta do La Habana Libre é algo de comer e chorar por mais, o serviço péssimo, mas a comida uhmm  ainda tentamos lá ir uma 2º vez, mas às 20 horas já tinham fechado a cozinha Caribaño style,

Duvido que se consiga estar mais relaxada que aqui, acho que nem com a maior dose de morfina isso iria acontecer, assim entre copos, praia e festas de praia aqui acabamos os nossos dias em Little Corn Island e que como tudo o que é bom chega ao fim.

Lá apostamos na ultima Panga para voltar, já que vamos viver no risco que seja até ao final e começa a chegar pessoas, atrás de pessoas, quando fomos comprar o bilhete já havia 33 inscritos, impossivel colcoar mais pessoas no barco, mas claro eles continuam a vender bilhetes.

Era 1h30 (hora do barco) e a venda de bilhetes continuava tranquilamente, 13h40 há um grito PANGA e começa tudo a correr com as mochilas e a atirar-se para o barco.IMG_8755 (640x427)

Eu e o meu marido já temos isto estudado ele toma conta das malas e eu atiro-me para os lugares… e lá conseguimos 2 lugares bem apertadinhos na Panga enquanto continuava gente a saltar, alguns quase a cair para o mar.

No final acabaram por fazer 2 barcos e lá viemos nós num mar bem melhor que a ida.

Realmente o stress não serve para nada.

Dirigimos para o aeroporto pois o tempo para o voo já não é muito, check in : ai e tal têm peso a mais, como peso a mais viemos para cá e ainda tinhamos mais peso agora temos menos, ah pronto então está bem … e dizem entrem e bilhete? não é preciso.

Entramos numa sala de 20 m2 com 60 pessoas e um calor dos diabos, chamam para o avião, pessoas que não têm bilhete vão neste voo, os que têm esperam e lá vamos nós nem sabemos bem se para Managua ou não. Pelo meno o veio vai para Bluefields e só depois Managua, mas acaba por chegar quase 1 hora antes e sair 45 minutos antes.

É tudo uma aventura nestes transportes.

Chegamos ao aerporto uma hora antes e claro que o nosso carro ainda não tinha chegado. à  hora lá chega a nossa fantástica Pick up que alugamos a uma amiga da pessoa que nos vai emprestar carro em San  juan del sur e dirigimo-nos para a cidade colonial de Granada que fica a menos de 1 hora de Managua.

 

Little Corn Island

Little Corn Island 

 

Little Corn Island o relax total no espirito Caribeño

IMG_9407 (640x640)Os dias em lLittle Corn Island foram do mais relax que pode haver.

Começava com o Yoga de manhã com a Laurie uma maravilhosa professora nova yorkquina que está perdida nesta ilha a dar aulas, uma aula maravilhosa junto ao mar e que apela a todos os meus musculos.

Depois relaxar  no bar Desidere um reforço de pequeno almoço que já vai longe pois a manhã começou cedo.

E uns belos mergulhos na praia.

Depois passavamos o dia a explorar a ilha, a fazer snorkeling e claro a comer lagosta.IMG_9413 (640x480)

Nos 4 dias que aqui tivemos não fizemos nada mais que comer lagosta que é uma delicia e imaginem custa 8 dolares, tirei a barriga de misérias.

No snorkelling o mar, nos dias que cá estivemos esteve muito mexido, mas mesmo assim fartamo-nos de ver tubarões de fundo.

lighthouse owners
Lighthouse a ser montada

A restante ilha é uma maravilha.

A norte a parte mais afastada de tudo temos o hotel do novo Robinson Crusoe um espanhol que se fartou da vida louca e se retirou para esta ilha quando ainda nada tinha e montou uma economia de auto-sustentabilidade e agora tem um hotel.

Antes do hotel vivia longe de tudo com uns paines montados por ele de energia eolica e um poço de àgua potável.

Estas praias do norte são também uma beleza, do lado este  da ilha está o meu Yoga e alguns hoteis e restaurantes de praia, é a zona do Kite Surf pois tem sempre mais vento.IMG_9441 (480x640)

Do lado oeste onde nós ficamos está o “centro” que tem  bares execelentes para uma noite de copos: Desidere e o Tranquilo e alguns restaurantes.

IMG_9445 (640x480)Há também o centro da ilha que tem um hotel Lighthouse que vale uma visita pois está no topo e tem umas vistas espectaculares e umas festas à noite que valem a subida, além dos 2 franceses gemeos que gerem o bar e que também merecem uma “visita” foto em cima a montarem o seu hotel. Estes també tiraram uma sabatica e começaram a viajar pelo mundo e és que chegam aqui apaixonam-se e resolvem montar um hotel

Á noite todos dias há uma festa com um tema diferente e com muita animação e concentra-se toda a ilha num sitio o que dá um ambiente magnifico.

Corn island at night

A vida nesta ilha é tranquila, relaxada e sem stress little_corn_island_map

Para quem adora este tipo de coisas, não espera luxos e precisa de relaxar, esta ilha é melhor que qualquer psicologo.

 

Aqui deixo alguns links dos melhores locais:

Café Desideri

Light house

Tranquilo café

Sunshine Hotel

 

Little Corn Island

A chegada a Little Corn Island

 

Depois de um dia a viajar de uma forma muito tranquila porque eu como estava exausta dormi nos 3 aviões como se não houvesse amanhã.

Chegamos a Manágua a capital da Nicaragua, no aeroporto foi das saídas mais rapidas e com menos burocracias: quase sem filas, imigração agradável.

A chegada a estes países é sempre maravilhosa, aquela sensação de calor magnifico que tanto sinto falta.

Como só vamos ficar umas horas em Manágua optamos por ficar ao pé do aeroporto num hotel barato.

E aqui o serviço também foi excelente, lá estavam à nossa espera quando chegamos, levaram-nos ao hotel e combinamos a saida para as 5 da manhã.

Hotel Monti cristi – excelente opção para quem não passa muito tempo em Managua ( objectivamente ninguém o deveria fazer), de manhã ainda nos dão algo para comer para não irmos com o estomago vazio, magnifico por 35 dolares.

La Costeña
La Costeña

Caimos na cama e dormimos que nem uns bébes depois de um banho que soube maravilhosamente apesar de ser de àgua fria.

Lá fomos fazer o nosso check in em La Costeña e esperar na sala de espera; o bilhete é gigante, mas claramente uma excelente ideia para se poupar papel.

Boarding pass little corn island
Boarding pass little corn island

Voo de uma hora para Corn Island, a seguir negociar táxi e ir para o porto apanhar a Panga para Little Corn Island, que segundo se diz é uma viagem horrivel e muito molhada; felizmente apostei numa excelente mochila impermeàvel para não haver desgraças.

A Panga no fundo é um barco minimo com um motor gigante e onde enfiam pessoas atrás de pessoas até não te mexeres mais e depois enviam as malas todas num buraco e acrescentam mil caixas de bebidas e cervejas e assim vamos todos bem juntinhos.

Confirma-se a viagem é dos infernos a uma velocidade gigante e a bater o barco de uma forma horrivel, 25 minutos depois e não tão molhados como esperava e lá temos o nosso amigo à nossa espera para o hotel sunshine

Chegamos quarto bom e trocamos logo para ir dar um mergulho à praia, e que praia linda nos espera.

Valeu a viagem de loucos.

Little Cork island é aquela ilha que poucos conhecem que a maioria precisa de ir procurar ao google maps para saber onde ela está e são estas ilhas que me enchem de prazer.

Claro que a internet é horrivell e leva-nos ao desespero até quando queremos abrir um mail, não há luz electrica só gerador que está ligado das 13h as 6 da manhã por isso tudo o que funciona a electricidade está á volta dessa hora.

Mas o ambiente que se vive nesta ilha de 2 km é para mim o paraíso.

 

 

 

Nicaragua que ida dificil

Há algum tempo que já não viajamos sozinhos e por impulso lá resolvemos marcar uma viagem em que desta vez a escolha não foi fácil como normalmente o é.

O meu marido não queria países muçulmanos (dados os últimos acontecimentos) e nos meus tops a ir são todos países muçulmanos.

Depois pensei na Argentina e finalmente ceder a este pais, mas desta vez o meu marido opôs-se coisa que nunca faz.

Estávamos numa encruzilhada quando o Tomas disse e então Nicarágua, porque não ?

tanto???
o pequeno kit de medicamentos que tive que dar numa semana

Quando estive na Costa Rica em 2004 já a Nicarágua me tinha deixado água na boca.

É assim já no caos do trabalho e afogados de falta de tempo lá escolhemos o destino.

E claro compramos os bilhetes e garantimos que a santa da minha mãe ficaria com os 3 miúdos numas férias no Alentejo.

Desde o dia que compramos os bilhetes até ao dia que embarcamos pouco pensamos no destino ou nas férias.

Os primeiros meses do ano têm sido caóticos de trabalho e só nos sobra um tempinho para estar com os miúdos e pouco mais.

Mas finalmente chega a ultima semana e o gostinho de férias começa a estar no ar… No entanto na segunda ligam-me da escola da minha filha está com febre. Ups Saio a correr do trabalho vou para casa com ela e começo a tentar antecipar o que vem aí … A febre sobe muito, mas não tem mais nada . Chamo a médica que comprova que além da febre não tem mais nada. Viral vai passar . Durante o dia sobe -lhe muito a febre, mas no dia seguinte já acorda sem febre ufa .

Continua a semana a tentar resolver todos os assunto deixar tudo preparado para os miúdos, deixar o trabalho todo feito, não deixar logísticas escolares penduradas ….

Na sexta feira já nas portas das ferias o meu filho acorda  com dores de garganta, lá vem uma amigdalite que a ele ataca sempre forte.

Mesmo procedimento, médico, medicamentos ….

Parece que tudo acontece para não irmos.

Começamos a medico-lo e resolvemos sexta ficar cá ainda é só no sábado ir para o Alentejo.

Pegamos na família toda, levamos todos ao Alentejo e as coisas parecem estar a compor-se no sábado.

O David começa a doer -lhe menos a garganta, ela está perfeita e a adolescente apesar de mil problemas que nos traz para cima da mesa mesmo quando estamos a sair não há nada que uma conversa as 11 da noite não resolva ou melhor atenue.

Entramos no carro a caminho de Lisboa e o Tomas diz-me vais fazendo o check in ?

Assim o faço e o meu coração começa a bater forte … Resposta do site … Reserva cancelada …. Aumentam as pulsações cardíacas … Volto a tentar … Mesma resposta.

Depois de mais 20 tentativas a resposta continua igual.

Ligamos para a Iberia, meia hora à espera para descobrir que  a nossa reserva foi cancelada, tinham que a confirmar e não o fizeram . Desde quando se confirma viagens depois de colocar dados de cartão de crédito ?

Mil discussões é claro vazio legal do outro lado.

Verdade absoluta às 24 horas antes de irmos  não temos voo para o dia a seguir as 7 da manhã.

Partimos para os motores de busca à procura de soluções, a viagem está cara no dia que voltamos nem há já vaga.

Pânico cresce começamos a procurar alternativas, mas a verdade é que na Nicarágua já temos casa e mais um voo pago .

Desespero não me consigo imaginar a não ir de férias depois deste esforço todo.

Vamos pagar o valor é esquecer … E voltamos mais cedo.

Que dor no coração pelo valor que pagamos. Vai ter que ser low cost total o resto das férias.

Nem dormi com todo este stress é as 5 da amanhã lá nós pusemos a caminho do aeroporto.

Quando vi os boarding passes bem queria acreditar que iria mesmo.

A que custo, mas podemos dizer Nicarágua aí vamos nós.

Melhores aplicações e sites de viagens

Com a vida concorrida como andamos sempre as boas aplicações  e sites de viagens ajudam no pré, durante e pós viagem .

Porque nos orientam e muitas têm como base a experiência de outros viajantes que é sempre a melhor ajuda numa viagem.

Aqui vão as minhas favoritas e com as quais em não vivo sem:

Tripadvisor – nem sabia como viajava sem este site e a aplicação é impossivel escolher um hotel, um restaurante sem antes consulta-lo. – /Tripadvisor

Homexchange – Não sei também como vivia antes deste site, a troca de casas é a experência máxima de viajar. Ficamos na casa de alguém local, com dicas locais e que nos ajuda em tudo. Logo não perdemos nada dda cidade para onde vamos. A minha forma favorita de viajar

Voos 

Skyscanner; Momondo e Hopper – 3 sites/aplicações para procurar voos, convem sempre cruzar os 2 e não se esqueçam de fazer a busca em Ghost ou limpar cookies – Skysanner ; Momondo e Hopper

Seatguru – Se te preocupa muito o espaço que tens para as pernas e qual o melhor lugar esta aplicação é o teu grande guia  – Seat guru

Hóteis

Aqui há mil opções e o melhor é cruzar muitas: Hotel Tonight; Booking; hotels, Agoda para encontrar sempre o melhor preço. Claro que se escolhe com o Tripadvisor por base

Apartamentos

Airbnb – Para alugar casas, apartamentos, barcos … um site maravilhoso para encontrar sempre a sua casa perfeitoaem qualquer parte do mundo – Air bnb

Homeaway – Para alugar casa, apartamentos, barcos … um site maravilhoso para encontrar sempre a sua casa perfeita em qualquer parte do mundo, não sei porque gosto mais desta talvez porque tem o diálogo primeiro como base- Homeaway

Guias de restaurantes

YelpZomato – não existem em todos os paises, mas onde existem são mais especializadas que o Tripadvisor em restauração – yelp e Zomato

A emergir está-se a começar a falar delas, mas ainda têm pouca base; mas convém claro estar atento: Clarice – Clarice e Facet ( videos sobre locais onde viajamos)

 

Espero que estas dicas vos ajudem ainda mais a viajar.

 

 

Top 3 Petiscos em Lisboa

Petiscos no Lagar do Cais
Petiscos no Lagar do Cais

Lagar do Cais

Estive lá esta 6ª feira e adorei, tem uma decoração fantástica que parece um lagar. O serviço é excelente e bastante rápido apesar de cheio. Adorei todos os petiscos: os ovos com alheira estavam deliciosos e nada gordurosos; os mesmo com as pataniscas e o pica pau de atum estava uma delicia. O restaurante ten um ambiente que apetece ficar pela noite dentro

308 801 894 – Rua de São Paulo, 27, Cais do Sodré,  –Lagar do Cais

 

Padaria do Povo

Eleita a minha nova cantina. O espaço é magnifico, Os petiscos também e o preço nem comento uma maravilha. No Verão tem uma esplanada que convida a ficar

308 807 752 – Rua Luis Derouet, 20, Campo de Ourique, Lisboa 1350 – Padaria do Povo

Topo

Topo restaurante - dicas para viajar; petiscos
Topo restaurante
Não é só petiscos, mas os petiscos são muito bons e a vista vale qualquer coisa.
Dentro de um centro comercial, mas na minha opinião uma das melhores vistas de Lisboa

21 5881322 – Centro Comercial Martim Moniz, Piso 6, Mouraria – Topo