San juan del sur

Canopy

Os dias em San Juan del Sur

 

Os meus dias em San Juan del Sur foi fe relax e zero stress.

Visitamos uma praia nova todos os dias em que o meu destaque vai para a Playa Maderas e a playa hermosa ambas lindas e com pouquissimas pessoas.

Fomos ao Yoga todos os dias Zen Yoga logo de manhã de forma a começar o dia ainda mais relaxados e confesso que isso faz a diferença.

E claro aproveitamos a nossa casa e exploramos o centro de San juan del sur em que confesso que não houve nenhum sitio que tivesse jantado que possa dizer que foi hilariante de bom, estão mais ao nivel do razoável.

playa maderasFomos também fazer Canopy no “the flying Frog” Flying Frog  são 16 plataformas e 1 hora e meia a voar por entre as àrvores uma experiência magnifica, puxando a magnifica adrenalina a cada minuto

Podem ver aqui o video – Canopy

Lago Ometepe

 

Um dos dias fomos também explorar o Lago Ometepe apanhamos finalmente o ferry e passamos um dia nesta magnifica ilha em que temos sempre 2 vulcões à nossa volta para embelezar as fotos.

Acabamos o dia no Charco verde uma piscina natural de àgua doce fantástica.

E assim as nossas férias estão a chegar ao fim, depois de ter viajado 3 meses, 2 semanas parecem que não são nada, mas infelizmente não me posso dar ao luxo de viajar 3 meses todos os anos. Talvez no futuro.Lago Ometepe

Mas na volta ainda vamos parar num orfanato por para mim não há viagem sem ajudar o país para o qual viajamos.

Kenya – Orfanato da ADDHU

A vida é feita de coincidência e não é que depois de voltar de Timor apaixonada pelo Topu Honis Topu Honis e querendo manter o meu legado mais longo, a Catarina uma mulher que nunca desiste coloca os seus mil contactos e acabo por ealmente conseguir enviar 4 fantásticas caixas para Timor, cheias de roupas, computadores, jogos e livros.

Fila para lavarem as mãos
Fila para lavarem as mãos

No meio deste processo conheço a Susana Neves que trabalha na transportadora e que em um telefonema vimos que temos muito em comum. Pessoas apaixonadas por projectos poucas vezes não os tentam vender em cada minuto de tanta paixão que corre nas suas veias.

Coincidência da vida a Susana também faz voluntariado no Kenya e desde logo me cativou a sua instituição.

O Kenya como todos sabemos é um país muito pobre e a Susana em vez de tirar férias e ir para um resort relaxar, arregaça as mangas e vai para o Kenya ajudar a associação ADDHU – ADDHU. A ADDHU tem um orfanato que acolhe crianças orfãs, que infelizmente num país como este ainda é uma realidade e ajuda a comunidade dos Bairros de lata de Nairobi a terem escola e comida.

plasticina um luxo de bricadeira
plasticina um luxo de bricadeira

 

Para terem noção, o que se gasta por vezes num jantar de 4/5 pessoas paga o salário de uma professora no Kenya, por isso imaginem como cada euro pode fazer a diferença para estas crianças, onde a escola é muitas vezes o único sitio onde comem e a única esperança de uma vida melhor.

 

O que me deixa feliz é que ainda há pessoas como a Susana que gastam as suas férias a lutarem por um mundo melhor, que em vez de irem descansar optam por se cansarem ainda mais, mas de onde voltam com o coração cheio e com a certeza que fizeram a diferença.

Os momentos de atenção partilhadaPessoas como a Susana que voltam e perdem todas as suas horas livres a juntar fundos, roupas .. porque o seu coração fica sempre um pouco lá e sempre que chegamos a casa e vemos o que temos, nos lembramos do que falta aos outros. E é nesses momentos que percebemos que somos privilégiados e que sempre que reclamamos no fundo não temos nada para reclamar porque não nos falta nada.

É bom na vida cruzarmo-nos com pessoas como a Susana que mesmo não me conhecendo de lado nenhum dedicou o seu tempo a ajudar a minha paixão e a alimentar o pedaço do meu coração que ficou em Timor. Que partilhou a sua paixão comigo e que me fez apaixonar por estes meninos do Kenya mesmo nunca tendo lá estado.

E a sua paixão, amor e resilência fez o Todos ajudamos  Todos Ajudamos juntar dinheiro para mandar para o Kenya e tentar impedir que estes meninos fiquem sem escola.13.Comer bem para aprender melhor

Se tu que estás a ler também já estás envolvimento, podes também ajudar, nem que seja com 1€ para ajudar o Kenya ou qualquer outro projecto que o Todos Ajudamos apoia, basta enviares uma mensagem e conto tudo o que fazemos.

Deixa de te queixar e mesmo que não sejas uma Susana prova que Todos podemos fazer o Mundo um sitio melhor para viver.

 

 

 

 

 

San Juan del sur

Viajar é ser flexivel À Mudança

Começamos a organizar o next step e decidimos que a seguir iriamos para a Isla Ometepe que está dentro do Lago Cocibolca, uma ilha vulcanica com 2 vulcões e em teoria um pequeno paraíso já quase a chegar ao nosso último destino – San Juan del Sur.

Assim lá fomos nós a caminho do porto com esperança de conseguir vaga no barco das 14h30 depois de fazermos uma massagem e uma aula de Yoga maravilhosa na Pure –  Pure

Rosita - san juan del sur
Rosita – san juan del sur

Claro que as viagens são mesmo assim e sendo sábado de Páscoa quando chegamos ao porto era o caos total, mil carros, quilos de pessoas e claro havia espaço para nós e para o carro para irmos, mas voltar só na 4ª feira. O que nos fez encostar a uma berma e reorganizar o plano.

A solução era ir primeiro para San juan e visitar o lago de lá que é muito perto, mas para isso teriamos que converncer a casa a receber-nos um dia mais cedo ou irmos para o hotel.

O meu marido com a sua fantástica cara de pau pegou no telefone e convenceu-o em menos de 1 minuto.

E assim lá fomos nós a caminho de San juan

San juan del sur - Homexchange
San juan del sur – Homexchange

A chegada às casas da Homeexchange é sempre um deslumbro e novamente aconteceu. A casa é linda e o Luis o “cuidador” hiper simpático. Fomos também recebidos pela Rosita um papagaio que fala que não para.

Essa noite nem pensamos em sair da casa compramos uma carne de qualidade, vários vinhos e deliciamo-nos a dar mergulhos na piscina e a aproveitar esta magnifica casa com umas vistas lindas da Costa Rica.

A Indie uma cadela muito simpática foi-nos fazendo companhia pela entrada da noite com o meu calorzinho de 30 graus pela noite dentro que eu adoro.

Que prazer é viajar!!!

Granada

Passeando por Granada

 

fim de semana no lago em Granada
fim de semana no lago em Granada

Granada é uma cidade Colonial linda, apenas passear pelas ruas é um prazer imenso.

Mas como tinhas pouco tempo organizamos os nossos dias ao detalhe para conseguirmos ver tudo.

ilhas privadas em las isletas
ilhas privadas em las isletas

Primeiro começamos por visitar Las isletas, 365 ilha formadas por a ultima errupção do vulcão que se transformaram em ilhas privadas, restaurantes … aqui é possivel comprar uma ilha e construir lá a nossa casa e posso dizer que não é um sonho impossível – 200 mil dolares e compra-se uma ilha.

A visita de barco é meramente turistica, mas vale a pena a experiência principalmente porque se apanha o barco numa praia do lago que é onde os habitantes passam os seus momentos de lazer, e são às centenas e é muito divertido ver como passam o seu fim de semana.

Há street food aos montes, todos levem lancheiras e acampam (literalmente) em regime de convivio o dia todo pela praia; há raves, baile, insufláveis … Um passeio por aqui é realmente estar na Nicarágua real ao contrário do passeio de barco.

Raspados em Granada
Raspados em Granada

Claro que fizemos o tipico passeio de coche em cavalo branco pela cidade.e fomos perdendo-nos pelas ruas antigas desta cidade colonial, entrando nas emblemáticas igrejas, comendo nos fantásticos restauramtes e claro a praticar o nosso Yoga.

É daquelas cidade que valem a pena deambular, mais ainda em periodo de Páscoa em que toda a cida está em festa.

Tour em Granada
Tour em Granada

Depois há que falar da noite em Granada, que noite.

Para começar começa-se a ir oara um discoteca às 21h, nós quando chegamos já perto das 23h já estava naquele momento decadente de desespero do tenho que encontrar alguém rápido independente do seu estado, o estado deambulava em total alcoolismo, coma e estou aqui estou ali a vomitar. E para acrescentar bar aberto para as mulheres, posso dizer que passamos uma bela noite.

 

A caminho de Granada

Depois de deixaram o paraíso de Little Corn Island dirigimo-nos para Granada, sim também existe uma na Nicarágua.

Conta a história que quem descobriu esta cidade foi descoberta pelo Espanhol Francisco Hernandez de Córboda e que ele chamou à cidade Granada ( devia de ser a cidade favorita dele). Esta cidade é a cidade mais antíga da América sendo assim uma bonita cidade colonial que merece uma visita.

Para chegarmos a Granada alugamos um carro, a uma pessoa que vive na Nicarágua e que nos consegui um preço magnifico por uma pick up espectacular (magnifico contacto do nosso homeexchanger).

IMG_8796 (640x427)Rápidos procedimentos de entrega do carro e lá vamos nós a caminho de Granada.

O caminho é muito fácil e 1 hora da capital. Por mais curioso que seja há poucos carros e a carroça e o cavalo ainda é um transporte muito utilizado neste país.

Além disso os autocarros entre as cidade povoam a maioria dos carros que nos cruzamos na estrada e os carros estão longe de respeitarem as lotações, as pick ups são os carros oficiais e sempre utilizando o espaço de carga para levar pessoas. IMG_8807 (427x640)

Nicarágua está a sofrer uma seca visivel nesta viagem, parece que praticamente não chove há 3 anos e toda a paisagem está seca.

Chegamos a Granada e a nossa escolha de hótei foi um fantástico hotel colonial numéro 1 nas guest houses em Granada e mal chegamos ao hotel percebemos porquê.

O hotel é simplesmete lindo – Miss Margrits

Acomodamo-nos damos um belo mergulho na piscina que bem precisavamos depois desta longa viagem e preparamo-nos para ir jantar nos mil restaurantes que há pela cidade.