Quando viajar incomoda …

Quando viajar Incomoda


viajar

Quando se descobre que viajar incomoda  num jantar de verdadeiros desconhecidos.

Vão imaginar que foi o jantar mais rico de posts de todos os tempos, mas realmente confesso que foi.

Acho que podia passar meses a escrever posts com o que vivi no jantar.

Bem depois de superada a separação da familia ficamos claro numa mesa em que não conheciamos ninguém.

Não que isso nos incomode muito, pois confesso que adoro conhecer pessoas e ouvi-las, mas há algo que me incomoda horizontes fechados.

Para começar a falar com desconhecidos é sempre preciso encontrar um território comum a partir daí um mundo de oportunidades abre-se e assim foi , uma pessoa que estava ao meu lado fez uma referência que adorava fazer mergulho e viajar e claro está, a oportunidade para o jantar não se tornar enfadonho estava à minha frente e logo me lancei.

Começou a comentar os sitios que mais adorava e eu fui tirando notas mentais.

Claro que se pode sempre esbarrar na incompreensão dos restantes elementos e assim foi.

A partir dái os restantes 4 elementos da mesa faziam questão que afirmar que quem viaja não conhece o seu pais, não vejo a ligação, se adoro viajar porque não gostaria de o fazer no meu pais? Senão porque vivo cá? Sou masoquista?

E todo o diálogo rodou à volta… ah pois isto no Cambojda não há, claro que no cambodja não há por isso é que o Cambojda é o Cambodja e Portugal Portugal.viajar

Depois de 30 minutos à volta disto que o meu riso para dentro já começava a vir para fora, começou, o momento vou atirar cá para fora todos os mil restaurantes que conheço e que de certeza aqueles 4 nunca ouviram falar, sim porque como eles viajam, quando estão em Portugal fecham-se numa caverna para não ver nada.

E então passou a ser um diálogo de surdos:

– Ah e aquele restaurante em Cacela, onde se come umas cadelinhas únicas, claro que não conhecem preferem a Austrália,

-Bem por acaso é um dos meus favoritos, vamos lá sempre que podemos

-uhmm mas o zé … esse já não,

-por acaso esse não, é onde?

-sabem lá, nem vale a pena explicar não conhecem nada em Portugal

 

E foi assim todo o jantar agora digam-me eu incomodo alguém quando viajo? Eu proibo alguém de viajar? Eu recrimino alguém de viajar apenas por Portugal, não … então porque tenho que aturar isto.

Acabamos nós, quase com vergonha de trocar dicas porque havia alguém na outra ponta da mesa muito incomodado com as nossas viagens. É realmente absurdo.

Se eles têm tanto orgulho de há 20 anos passarem férias no Algarve; que tal partilharem com o mesmo orgulho os sitios que gostam? Eu sempre que gosto de algum sitio/ restaurante/ praia, partilho no blog, dou a dica … porque penso que quanto mais pessoa puderem ter a minha fantástica experiência melhor.. É mesmo por isso que este blog existe e não para eu ficar rica, pois o que acontece é que perco muitas horas e como podem imaginar ninguém me paga por isso.
IMG_3179

E porque partirem do pressuposto que só Portugal é lindo e magnifico se não querem conhecer nada e nem considerar conhecer; se calhar, mas só se calhar há sitios tão bonitos como em Portugal, diferentes claro, mas bonitos.

É curioso que o meu estilo de vida incomode tanta gente, mas o mundo cada vez é mais intolerante exactamente por não se aceitar a diferença.

Sejamos tolerantes e deixem os outros ser felizes por mais esquisita que a felicidade deles seja!!!

Quando viajar incomoda imagem o que não pode incomodar o resto.

 

 

 

 

Que filhos estamos a educar para o futuro?

 

A semana passada fui a um jantar de aniversário e resolveram fazer aquela coisa que para mim é uma praga: mesas de crianças (filhos)  e de adultos.

Gostava de perceber onde esta moda começou, mas é claramente inventada por alguém que não aguenta os seus próprios filhos.

Eu quando considero acho que é um evento em que não se deve levar as crianças eu própria não as levo, agora leva-las e elas serem atiradas para outra mesa não percebo objectivamente.

Todos precisamos do nosso tempo de adultos, mas quando os levamos a um evento nosso não deveria ser esse o momento.

Se as levo quero passar tempo com elas e não tê-las na ponta oposta, se as levo é porque o objectivo é partilhar o momento em familia.

Ultrapassado este momento ( não há solução senão ultrapassa-lo) senão estragamos a festa, os meus filhos que comem de tudo e apreciam realmente a comida, começam a ver os pratos a irem para a mesa dos adultos com um aspecto maravilhoso, tudo uma experiência gourmet e a eles calha-lhes Esparguete à bolonhesa, ficaram a salivar a noite toda e a cada 5 minutos vinham à mesas perguntar o que estavamos a comer….

O principal problema que vejo para as crianças é que se pressupõe que os miudos devem comer sempre diferentes dos pais, A minha pergunta é porquê? Por isso vê-se constantemente miudos que não comem nada além de bitoque, pizza e hamburguer? Realmente não percebo  como alguém acha isso uma boa alimentação.

Sou pouco de criticar os pais, pois sei que cada familia sabe de si e o que às vezes nos parece fácil as circuntâncias podem torna-las dificeis, mas a verdade é que na àrea da alimentação que tanto se fala agora. há um facilitismo gigante.

Desde as festas da escola em que quando os pais têm que levar algo, a lista não passa além de refrigerantes, batatas fritas, pipocas, bolos ,…. porquê? Não deveriam ser eles, também, a motivar uma alimentação saudável? E estes jantares, em que o menu das crianças é sempre o menos interessante. Alguma vez estas crianças irão comer bem assim?

apetece ou não comer ? E nesta àrea não me vão dizer que tenho é sorte, pois não foi nada fácil chegar aqui. Tenho 3 filhos, um adoptado da Guiné que quando chegou não comia nada mais que arroz e onde passei a minha licença de adopção praticamente a 100% sentada a uma mesa a tentar que ele testa-se algo mais que arroz e não, não foi fácil ; a segunda a sua alimentação era baseada em doces só isso entrava naquela boca por prazer e a 3ª tinha mais alimentos que não gostava do que gostava e agora comem tudo, por isso não há impossiveis.

Hoje os 3 comem tudo, os 3 têm direito a um alimento que não gostam e só esse não comem, pois todos temos algo que não gostamos mesmo e de resto pelo menos provam sempre, não quer dizer que amem tudo, mas a maioria gostam e muito.

Depois todos se queixam que é muito dificil viajar com os filhos, claro que assim é, pois é impossivel viajar e alimentar os filhos com os 5 pratos que eles comem e ter a sorte que no pais que eles viajam existam esses 5 pratos e temperados com o mesmo sabor.Lombo de atum

Porque depois não é só uma questão de comidas passa também a ser uma questão de sabores pois o paladar deles fica limitadissimo.

Já vi crianças de férias a comer arroz durante 7 dias e com os pais desesperados para encontrar algo parecido ao que comem em casa para lhes puder dar. Realmente assim é imposivel alguém aproveitar.

Hoje mais que um post é um manifesto, porque a maior parte das vezes são os pais que condicionam, frases como: Ele nunca vai comer isso, tem picante será impossivel ele comer, caril ? isso para o meu filho não. .. vão sempre condicionar os vossos filhos.

Testem, experimentem e fundamentalmente às vezes a falta de soluções fazem eles provar coisas que no futuro vão amar!!!

Criem filhos cidadões do mundo isso fará deles pessoas mais tolerantes à diferença e à mudança.