Bogotá em 1 dia

Acordamos claro cedo e com a luz a bater-nos nos olhos para explorar Bogotá.

Arrumamos a mala pois temos o voo à noite para San Andrés e depois de um belo pequeno almoço colocamo-nos ao caminho.

Primeiro destino o mercado de Usaquén um mercado de domingo que vende tudo; adorei tem artesanato, coisas vintage, space cakes, e comida deliciosa de rua.plaza bolivar Bogotá

As Arepas foram a nossa perdição que embora se pense que são só da Venezuela, na Colômbia é também o prato típico, comemos 3 de seguida por pura gula, com um picantinho delicioso.tá

O mercado é tão diversificado vende de tudo e tem um ambiente maravilhoso.

Dai fomos para a praça Bolivar o centro centro de Bogotá.

O sitio de passeio também de todos os colombianos, dar milho aos pombos, passear, ir à missa na igreja uma tarde regular.

O que não se pode perder é comer no Puerta Falsa um local com muita história e onde podes provar a comida  Colombiana do mais típica. Um local pequeno e sempre cheio, mas vale a espera.

Colombia food

A seguir fomos ao museu do Ouro que ao Domingo é gratuito aproveitar para o ver neste dia pois o museu é magnifico.

Depois é perdermo-nos pela rua 7 que ao fim de semana é uma maravilha um mercado ao livre cheio de ambiente.

Adorei Bogotá tem o ritmo de uma cidade gigante e consegue conjugar o ritmo de uma grande cidade com uma cidade sul americana.

Tem que se ter os cuidados também de uma cidade sul americana: não apanhar táxis na rua e ter bastante cuidado.

Coisas a não perder: mercados, museu do Ouro, plaza bolivar e provar a comida colombiana seja ela nos elegantes restaurantes da Zona J ou nos mercados de Rua

 

 

 

Bogotá

Chegamos já tarde  a Bogotá e apanhamos um táxi, a tipica pressão de aeroporto para apanhar o táxi e lá estamos nós a caminho do hotel La Pinta no centro de Bogotá.

O táxista é o tipico walter a trocar de faixa a cada 2 segundos, sempre próximo dos outros carros, a virar em cima das saidas. O tipico engraçadinho dos carros.

Chegamos ao hotel que era um hostel magnifico com um staff maravilhoso e hiper agradável.

Mostram-nos o hotel, a cozinha partilhada, o jardim e o magnifico bar e o nosso quarto que claro está no ultimo piso; isto é claramente a lei de murphy pois sempre que estou exausta e já não consigo levantar um gato pelo rabo, estamos no ultimo piso e lá vou eu a subir a arrastar-me.La pinta

Deixamos as malas e saimos logo para jantar que visto que era tarde só tinhamos como opção perto a Zona G, o local trendy de Bogotá.

Claro que trendy em  Bogotá é igual a muito caro,  a zona é muito gira, cheia de bares e restaurantes, mas tudo a preços muito europeus e sem a personalidade que eu gosto de america do sul.

Jantamos no Ocus um sitio especializado em polvo,  estava muito bom e os cocktails impressionantes, mas na minha opinião over price.

O hotel sim é muito bom para o preço, agradável, bem localizado e com um serviço muito agradável.

Comemos e desmaiamos na cama para no dia a seguir aproveitar Bogotá

Colombia 

Colombia mais uma descoberta

Já estava a ressacar este último trimestre foi de doidos e sem viagens e eu confesso que já não vivia sobrevivia.

Desta vez o destino é Colômbia, Terra da shakira, do Pablo escobar e muitos outros.

Preparação da viagem zero, um bilhete de ida e volta, voos internos e um hotel em Bogotá. Mas não interessa investigo quando chegar.

IMG_7351 (480x640)Mala feita a correr e mil procedimentos antes de sair,mas quando entro no avião para Madrid já a sensação é outra.

Depois de um dia todo a voar chegamos à noite a Bogotá, cidade fria porque está a 2.600 metros e 2 horas depois já estávamos a sofrer de altitude.

Apanhamos um táxi depois de nos debatermos para apanhar os corretos pois tudo é um mega esquema e a viagem é desde logo uma aventura. O taxista era louco conduzia que nem um Walter, assustador.

Chegamos são e salvos ao hostel La Pinta, um hotel jovem e muito agradável por 20€  que tem um ambiente maravilhoso.

Finalmente !!! Quando inventam o teletransporte para facilitar a minha vida.