Sabática 2 anos depois

Fez na 5ª feira 2 anos que partia para uma das melhores experiências da minha vida a sabática. Não sou uma pessoa nostálgica, nem saudosista, mas confesso que esta semana me tem batido forte ambos os sentimentos.

A sensação de liberdade e tempo que senti nesses 4 meses são algo único e sem preço.

Tudo o que aprendi, mudei e conheci vale mais que muitos anos de experiência.

timorTomei muitas decisões nesta sabática e muitas delas até hoje se mantêm:

  • iniciei um curso de professora de Yoga para crianças que acabei e logo comecei a dar aulas e é um dos meus pontos de fuga que me trazem mais felicidade todas as semanas
  • comecei o curso de professora de Yoga para adultos, e estou a adorar
  • com o meu marido mudamos completamente a lógica dos nossos filhos e nunca mais os nossos filhos saíram da escola às 19/20h
  • adotamos mais um filho
  • e principalmente descobri que os sonhos existem, mas que devemos lutar por eles e não passar a vida toda a sonhar, senão nunca teríamos esta sensação que tenho agora de saudade e nostalgia, mas ao mesmo tempo os flash dos momentos de todos estes dias dos 4 meses

E tive coisas que nunca mais vou esquecer por mais simples que sejam:

 

  • sim é possível ler 12 livros em  12 semanas e lembro-me que cada um deles com um detalhe que não me lembro de outros que li: Dorothy; navio de opio; Estrada real; daddy’s little earner; casamento em Veneza; Las edades de Lulu; Family tree; Room; Grey; ghost Girl; bali daze; um casa de chá em cabultopu honi timor
  • tudo o que pensamos que é crucial para vivermos, não é, pois a felicidade faz-se com coisas tão simples como um abraço de 20 crianças ao mesmo tempo, um mergulho onde nos cruzamos com uma tartaruga; um nasi goreng na rua a 1€; uma cabana onde entra todo o tipo de animais e sem casa de banho na praia; casas que nos abriram sem cobrar nada e sem pedirem nada em troca e podia estar aqui uma noite
  • que basta dar o nosso tempo que muitas ongs agradecem pois não têm recursos nem capacidade para ir além das necessidades básicas
  • os amigos vão acompanhar-nos sempre estejamos nós onde estivermostopu honis
  • é possível crianças viverem sem tv, telemoveis, tables e brinquedos e são hiper felizes com uma folha de bananeira a escorregar por uma ladeira a tarde toda e a rir como pouca vezes os vi
  • que quando nos deparamos com a nossa família 24/07 acontecem micro momentos de felicidade constantes, que na loucura e no stress do dia a dia nunca mais conseguimos reproduzir
  • que o maior lider que conheci e que mais me ensinou sobre liderança, encontrei no meio do nada, num local que para chegar são necessárias mais de 24 horas, sem praticamente acesso às novas tecnologias, mas que geria 150 pessoas numa estratégia de auto responsabilização única e com um nível de sucesso que não conheço igual

tartarugas bebesDeixo algumas fotos que nesta última semana têm cruzado pela minha cabeça a cada segundo.