Sonhos de Criança

Vilamoura - marina Hotel Tivoli
Sonhos de criança

Quando somos crianças o mundo para nós é uma descoberta.
Sonhamos muito e vivemos num mundo cor de rosa maravilhoso.
Temos muitas vezes sonhos fáceis de concretizar e até muito divertidos.
Vilamoura - marina Hotel TivoliSe todos pensarmos nos nossos sonhos de criança todos vamos rir um pouco pois são tão simples e tão naives.
Depois crescemos e vamos matando esses micro sonhos, esquecendo como eles eram felicidades simples.
Esquecemos de ir comemorando as pequenas conquistas que temos, e pior achamos sempre que é pouco, que não vale a pena comemorar e às vezes até deixamos de ter prazer com elas.
Pois eu adoro comemorar as pequenas coisas : estarmos vivos por mais um ano, continuar casada, mudanças de emprego, quando fizemos algo e nos dão os parabéns, a compra de um bilhete de avião…. aprendi que há tanta coisa que temos garantido e que é tão valiosa.
Também aprendi a que me gozem por isso, ou me digam constantemente, que disparate, eu até queria mais ou isso não é nada.
Às vezes até comemoro escondida !!!
Mas porque vem isto tudo ?
A semana passada lembrei- me de um sono de criança tão simples e que me tinha esquecido completamente.
Quando era pequena passei sempre férias em Vilamoura, os meu país são o meu oposto, que tenho bicho carpinteiro e não consigo estar num sítio mais que duas vezes e há 30 anos que repetem o ritual de passar férias em Vilamoura .
E à noite em dias que não tínhamos partido a cabeça aos nossos pais tínhamos direito a um gelado na Marina de Vilamoura ( até hoje são os meus gelados favoritos )
Em publicidade isto explica – se muito bem pois são aquelas marcas que estão presentes na nossa infância em momentos felizes e que nós sempre que pensamos nelas temos uma sensação de felicidade porque nos remete para esse momento e compramos.
E sempre que ia à Marina olhava para o hotel Tivoli Marina hotel, que para mim era gigante!!! E dizia um dia vou dormir ali, bem virada para a Marina.
A semana passada quando por coincidência ia a caminho de Vilamoura para uma conferência e também por coincidência percebi que ia ficar no hotel, as sensações positivas chegaram ao meu cérebro e lembrei me que estava a cumprir um sonho de criança
Também me lembrei que já o podia ter feito e que com a idade esquecemos estes pequenos prazer que deveriam ser a razão de vivermos.

Momentos de verdadeira felicidade e que fazem a criança que vive dentro de nós rir outra vez.
Assim entrei no meu quarto com vista para a Marina e disse um dia é hoje !!!
Hoje escrevo para que não ignorem estas pequenas futilidades sempre que possam pois são elas que demonstram que crescemos para fazer a nossa criança feliz.
Claro que me vieram à memória mais mil delas… a lutar por elas…