Kenya – Orfanato da ADDHU

A vida é feita de coincidência e não é que depois de voltar de Timor apaixonada pelo Topu Honis Topu Honis e querendo manter o meu legado mais longo, a Catarina uma mulher que nunca desiste coloca os seus mil contactos e acabo por ealmente conseguir enviar 4 fantásticas caixas para Timor, cheias de roupas, computadores, jogos e livros.

Fila para lavarem as mãos
Fila para lavarem as mãos

No meio deste processo conheço a Susana Neves que trabalha na transportadora e que em um telefonema vimos que temos muito em comum. Pessoas apaixonadas por projectos poucas vezes não os tentam vender em cada minuto de tanta paixão que corre nas suas veias.

Coincidência da vida a Susana também faz voluntariado no Kenya e desde logo me cativou a sua instituição.

O Kenya como todos sabemos é um país muito pobre e a Susana em vez de tirar férias e ir para um resort relaxar, arregaça as mangas e vai para o Kenya ajudar a associação ADDHU – ADDHU. A ADDHU tem um orfanato que acolhe crianças orfãs, que infelizmente num país como este ainda é uma realidade e ajuda a comunidade dos Bairros de lata de Nairobi a terem escola e comida.

plasticina um luxo de bricadeira
plasticina um luxo de bricadeira

 

Para terem noção, o que se gasta por vezes num jantar de 4/5 pessoas paga o salário de uma professora no Kenya, por isso imaginem como cada euro pode fazer a diferença para estas crianças, onde a escola é muitas vezes o único sitio onde comem e a única esperança de uma vida melhor.

 

O que me deixa feliz é que ainda há pessoas como a Susana que gastam as suas férias a lutarem por um mundo melhor, que em vez de irem descansar optam por se cansarem ainda mais, mas de onde voltam com o coração cheio e com a certeza que fizeram a diferença.

Os momentos de atenção partilhadaPessoas como a Susana que voltam e perdem todas as suas horas livres a juntar fundos, roupas .. porque o seu coração fica sempre um pouco lá e sempre que chegamos a casa e vemos o que temos, nos lembramos do que falta aos outros. E é nesses momentos que percebemos que somos privilégiados e que sempre que reclamamos no fundo não temos nada para reclamar porque não nos falta nada.

É bom na vida cruzarmo-nos com pessoas como a Susana que mesmo não me conhecendo de lado nenhum dedicou o seu tempo a ajudar a minha paixão e a alimentar o pedaço do meu coração que ficou em Timor. Que partilhou a sua paixão comigo e que me fez apaixonar por estes meninos do Kenya mesmo nunca tendo lá estado.

E a sua paixão, amor e resilência fez o Todos ajudamos  Todos Ajudamos juntar dinheiro para mandar para o Kenya e tentar impedir que estes meninos fiquem sem escola.13.Comer bem para aprender melhor

Se tu que estás a ler também já estás envolvimento, podes também ajudar, nem que seja com 1€ para ajudar o Kenya ou qualquer outro projecto que o Todos Ajudamos apoia, basta enviares uma mensagem e conto tudo o que fazemos.

Deixa de te queixar e mesmo que não sejas uma Susana prova que Todos podemos fazer o Mundo um sitio melhor para viver.

 

 

 

 

 

Father Richard

Fico sempre impressionada quando alguém abdica completamente de si em função dos outros, na sociedade que vivo isso é quase impensável.

Eu própria que acredito que a vida não pode apenas passar por nós e temos que fazer algo pelos outros, principalmente quando as coisas nos correm bem; não seria capaz de abdicar completamente de mim para me dedicar a 100% a ajudar os outros.IMG_5464

Mais me impressiona quando a ajuda é num local perdido no fim do mundo e sem condições nenhumas.

O Father Richard veio para Timor há quase 50 anos e quase sem saber como … montou uma instituição que à data alberga 100 crianças, mais 22 que estão a estudar na universidade

Tudo começou quando um dia decidiu oferecer comida na cozinha da igreja a uma criança que via todos os dias cheia de fome, quando chegou à noite a criança continuava lá e o cozinheiro responde-lhe o que espera depois de dar-lhe comida. Depois desse dia todos os dias chegava um novo .. e assim se formou o Topu Honis.

IMG_5465Pelo meio Timor Leste tornou-se independente e os Indonésios aproveitaram para atacar Timor e este senhor foi uma das maiores resistências na zona de Oecussi fazendo querer à milícia Indonésia que tinham armas, quando apenas tinham paus e flexas e assim salvou todas as crianças e bastantes famílias, perdendo apenas 2 homens.

No meio desta guerra foram completamente destruídas as 2 casas o que os obrigou a viver no mato durante algum tempo e a reconstruir de raiz as 2 casas em 1999.

O conceito desta instituição é algo curioso porque não existe ninguém realmente responsável, as portas estão abertas e podem entrar e sair sempre que querem.

No fundo só estão cá se quiserem e confesso que tudo funciona na perfeição; todos sabem o que têm que fazer, ninguém falta à escola, todos vão estudar livremente; todos limpam …IMG_3816

Estratégia da responsabilização… se não forem responsáveis não irão ter tantas oportunidades e isso só lhes vai prejudicar a eles a mais ninguém.

Curioso como no sítio mais perdido do mundo que conheci se consegue ter um sistema tão evoluído em termos de liderança, que daria uma lição a muitos gestores. Inclusive a mim…

Tomás

Quando era pequena as histórias das princesas e com finais felizes eram as minhas favoritas, odiava qualquer história triste e com final feliz.

Como as minhas amigas da primária dizem eu sempre disse em pequena que ia encontrar um príncipe encantado e casar e ser feliz para sempre.

Quando cheguei à adolescência essas histórias deixaram de fazer sentido para mim, ai descobri que nunca iria casar, os homens eram demasiados mandões e só queriam controlar a minha vida, coisa que eu na vida queria..

Conforme fui conquistando a minha independência essa ideia de casar estava cada vez mais longe, demorei tanto a conseguir a minha independência não ia agora deixar um homem tira-la só por ideais românticos e um coração aos pulos.

Adorava viver sozinha e fazer tudo o que queria à hora que queria sem dar grandes explicações a ninguém e quando um namorado começava a quer demasiadas explicações … o meu desencanto começava…

Aos 29 anos era uma mulher feliz a todos os níveis: trabalho, amigos, família … mas estava muito longe de encontrar o príncipe encantado e objetivamente nem precisava dele.

Claro que o destino nos prega muitas partidas e desta vez pregou-me uma muito boa.

Depois de sempre defender que onde se “ganha o pão, não se come a carne” acabo por me envolver com um colega de trabalho… isto sim é cuspir para o ar e cair em cima,

Ele tinha tudo o que gostava num homem: divertido, direto, assume os seus problemas e claro giro.

Daqui a vivermos juntos, a casar e termos filhos foi um salto ….tudo veio naturalmente .. e o Tomás foi aceitando todos os meus planos/desejos com um poder de encaixe perfeito.

E em Agosto faz 10 anos que estamos juntos e tenho uma sensação que passou a correr que ainda foi ontem.

IMG_3847 (640x640)Os últimos 2 anos têm sido muito duros, o processo da nossa filha tem-nos desgastado muito, as dificuldades em encontrar uma escola perfeita para os nossos filhos também, as suas dificuldades na escola e eu profissionalmente tenho enfrentado algumas desilusões e faltas de perspetivas o que me tem originado algumas frustrações pessoais.

Claro que a necessidade de encontrar um equilíbrio de tempo para tudo é algo que me tem matado, parece que ando sempre exausta e sem tempo para o que é importante.

Assim no princípio deste ano decidi atirar para trás das costas as frustrações profissionais e fazer algo que realmente adoro viajar … no fundo trabalho para isso… assim conseguia tempo para tudo:  viajar, alargar horizontes, passar tempo com os filhos; o problema é que o Tomás só tinha 1 mês de férias para se juntar a nós, mas também seria fantástico.

Mas a maravilha do Príncipe encantado é que nunca deixa a sua princesa sozinha e com os planos a envoluirem o Tomás resolver juntar-se a esta aventura e aqui estamos nós.

É realmente maravilhoso encontrar alguém que nos completa de uma forma tão perfeita … é impossível haver um match tão perfeito, ele adora tudo o que eu mais adoro e os planos encaixam sempre na perfeição.IMG_5413 (640x427)20

No mundo haverá outro homem que prefere adotar a ter filhos biológicos, que deixa o seu cargo na empresa por 3 meses para viajar com a sua família e viajar nas condições que viajamos com low budget, a fazer voluntariado… com planos sempre em aberto.

E o que mais me impressiona todos os dias desta nossa aventura é que está lá sempre para mim, nos momentos de mais desespero, quando morro de medo de uma aranha … quando estou farta de tomar banho de balde e sempre com uma boa palavra…

Estou a adorar ter tempo com ele e ter tempo para ele.

Todos os dias ainda descubro algo de novo em ti que adoro e esta viagem está a dar-me excelentes exemplos disso.

Obrigado Tomás por estares sempre cá e por me fazeres acreditar novamente em finais felizes e finais felizes em que eu posso manter o meu espirito livre.

 

Comprar uma ilha

Querer é poder …

Recomendo a leitura deste artigo de uma familia que comprou uma ilha no camboja, imagino que não deve ter sido nada fácil, mas a realidade é que agora são donos de uma ilha e com um projecto magnifico.

Para isso foi preciso arriscar; colocar empenho e ter muita paciência.

São histórias como estas que nos fazem acreditar que todos os sonhos são possiveis temos é que acreditar neles

https://es.noticias.yahoo.com/blogs/el-viralero/pareja-compra-isla-privada-en-camboya-y-crea-importante-reserva-marina-181204538.html

 

Desilusão

Hoje foi um grande dia !!Mas que acabou em desilusão.

Tenho o privilégio de fazer parte do Futures Programm da minha empresa.

Foi-nos entregue um projecto há 2 meses atrás para apresentarmos hoje no EMEA forum onde estão os CEOs dos paises grandes e todo o board da EMEA, mais a directora de talentos mundial; eram 23 e nesses 23 estão claramente as pessoas mais importantes da companhia.

Havia 4 grupos e um iria ganhar a melhor estratégia.

Para mim desde o momento em que me foi entregue esta missão que desejo ganhar, pois ganhar entre os melhores é mesmo ser o melhor, mais ainda porque estou numa fase da minha carreira que preciso mesmo superar-me é isso que sempre me fez feliz no trabalho, conseguir todos os dias fazer mais e melhor e conseguir sempre ultrapassar o impossivel.

Nos últimos anos não posso dizer que o tenha conseguido todos os objetivos profissionais que eu projectei não têm sido atingidos e podia colocar a culpa na crise portuguesa, na falta de crescimento do mercado, no ambiente, mas sou critica o suficiente para saber que o problema tem estado em mim; ou porque não tenho sobresaido o suficiente ou porque não tenho lutado o suficiente.

Hoje tinha a oportunidade para mostrar que realmente continuo na vanguarda, mas sinto que mais uma vez falhei.

Não que tenha apresentado mal, houve aplausos, parabéns e claramente criamos o tão desejado uau moment, mas não ganhamos e o consolo de todo o board dizer tivemos muitas dúvidas entre o vosso trabalho e o que ganhou a mim não me chegou, ser o 2º é o pior lugar de sempre.

Por isso a palavra de hoje é frustação pois trabalhamos muito, fizemos um trabalho excelente, as nossas ideias foram excelentes, mas fomos só as segundas melhores.

Que raiva deprimente …..

IMG_2088Terminamos a tarde com uma visita a um parte lindo e fomos presenteados com um fantástico passeio no num barco tipico com um belo copo de Moet chandon.

A noite terminou num magnifico restaurante Belvedere – http://www.belvedere.com.pl/en/ um restaurante Michelan no Royal Łazienki Park.

Podia dizer que tudo isto compensou mas mesmo para mim que viajar é tudo não não compensou !!!!

 

 

 

Guiné Bissau – Salvador Pinto da França

Quando adoptei o meu filho na Guiné encontrei os melhores profissionais e também os piores da minha vida e num dos momentos mais importantes da minha vida, pelo que marca sempre mais.

Eu como gosto sempre de ressalvar o que é bom um dos melhores profissionais que encontrei foi o Salvador Pinto da França; acabado de chegar à Guiné Bissau como o novo cônsul de Portugal, primeiro dia de trabalho, no dia que fomos tratar do visto de saída do nosso filho.

Nós já cansados de burocracias e anos de papeis e sDSC00087endo este o último passo para voltarmos para Portugal com o nosso filho o entusiasmo, angustia, nervosismos e vontade que tudo acontecesse rápido era gigante.

Chovia torrencialmente e era impossível arranjar táxi até à  embaixada tivemos horas a tentar e quando finalmente lá chegamos só de atravessar a rua ficamos encharcados e entramos de rompante na embaixada( achávamos nós), mas entramos com o pior pé e directamente no gabinete do cônsul que olhando para a nossa figura só se riu; fomos automaticamente corridos de lá pelas funcionárias que consideram um desplante o nosso erro

Seguidamente fomos entrar pela porta normal.

Logo nos informaram que apesar de termos marcado, nunca na vida o cônsul nos iria receber hoje … o desespero começou a entrar … tínhamos voo daí a 4 dias e parecia que nem daí a um mês íamos conseguir tratar do visto.

Insistimos muito, ameaçamos, reclamamos e lá conseguimos segundo a embaixada o privilégio da nossa vida, 5 minutos com o cônsul acabaDSC00091dinho de aterrar.

Entramos com a convicção que tínhamos que ser rápidos e eficientes, com os quilos de papeis de um processo de 2 anos comecei a descrever tudo o que precisávamos e a mostrar todos os papeis  que provavam que tudo era legal ( o mais importante) e como era legitimo que o nosso pedido fosse feito rápido para virmos rapidamente para Portugal e começar a nossa nova vida.

A “número 2” ( se é que a posso chamar assim) não tinha vontade nenhuma de resolver, só dizia que faltava um papel, mas não dizia que papel, parecia um excerto dos gatos fedorentos; o desespero já era total; explicamos que já houve um caso no principio de Janeiro, que nós temos os mesmos papeis por isso qual é a dúvida?

Nisto o David resolve fazer a birra da sua vida e começar a destruir o gabinete, o caos estava montado ….

O cônsul com toda a sua paciência e assertividade pergunta à número 2 temos a regulamentação jurídica para estes casos?

Resposta dela – Claro que não.

Pensei neste minutos estamos lixados .. porquê nada se resolve ?

Mas não; tivemos a sorte, a grande sorte de apanhar pela frente uma pessoa séria, profissional e com vontade de resolver assuntos e não dizer só não porque era a palavra mais fácil para não se chatear.

Olhou para as mil folhas do processo e com muita calma disse não está à espera de levar o visto hoje pois não? ( no fundo, bem lá no fundo eu tinha essa esperança), encolhi os ombros de frustração ( tivemos meses a preparar e a ter a certeza que tudo estava bem e mesmo assim nada é fácil).

Comentou, vou ler todo o processo, informar-me dos trâmites legais. confirmar que vocês têm tudo (que tenho a certeza que têm), mas tenho que fazer o meu papel e ligar para os negócios estrangeiros a confirmar o vosso processo em Portugal ligo-lhe assim que possa emitir o visto e vou dar prioridade máxima porque se trata de um menor.

Todo o discurso dele era coerente, tudo o que dizia fazia sentido e era realmente o proesso e pareceu tão sério, com tanta vontade de não se agarrar à senhora inércia que acreditamos que tudo ia correr bem.

E correu… 2 dias depois ligou já com o visto e tão entusiasmado como nós por tudo ter corrido bem.

Se sempre que temos burocracias para tratar tivéssemos uma pessoa como ele que está do lado da resolução; à procura de soluções, sério e orientado pela lei; todo o nosso mundo seria mais perfeito.

Ontem ele recebeu o diploma de mérito da Guiné Bissau pelo trabalho realizado e sempre que se lê estas noticias tenho a sensação que nunca é merecido ou que é o amigo do amigo; mas neste caso é mais que merecido pois nestes 4 anos fez muito, resolveu muito, descomplicou muito e fundamentalmente tratou todos como humanos com direGuiné Bitos que é o que estas instituições mais esquecem.

Muitos Parabéns!

E o Cairo vai ficar mais rico desde Setembro, porque vai receber um excelente profissional.

 

http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=495891

http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentID=41342028-365F-4BAE-8D7F-38991D4A72C8&channelID=00000021-0000-0000-0000-000000000021