Voos Baratos

 

Uma das questões que me colocam sempre é como arranjas sempre voos baratos.

A resposta poderia ser procurar, procurar, procurar, nunca se ficar pelo primeiro e pensar sempre em conexões além das que os motores de busca nos dão.

Depois há outras palavras que são chave:

– Ser flexível, ajuda muito na maioria das vezes não viajar ao fim de semana, e às vezes mudando a data 1 ou 2 dias pode fazer mesmo a diferença

– Receber as newsletters das companhias áreas e ser rápido, há muitas vezes promoções de 24 horas, e muitas vezes os voos esgotam em menos de 2 horas

– Rever as opções vezes sem conta, experimentar em vários computadores e sempre, sempre limpar cookies e pesquisar como incógnito

Eu começo sempre a pesquisa em agregadores de voos e muitas vezes escolho os destinos porque vejo uma oportunidade depois começo a procurar mais alternativas para baixar um pouco os voos.

Alguns exemplos de agregadores:

– Momondo – https://www.momondo.pt/

– Logitravel – https://www.logitravel.pt/

-Skyscanner  – https://www.skyscanner.pt/

– Kayak – https://www.kayak.pt/

– Dopop – https://www.dohop.com/

– Vayama – https://www.vayama.com/

– My trip – https://www.mytrip.com/pt/

Depois de checkar em todos estes ver diretamente nas companhias áreas e depois fazer mistos das duas opções para comprar a que nos encaixa mais.

Ao perceber as companhias aéreas que voo para o destino devemos estar atentos e tentar encontrar as melhores opções.

Se vierem que o voo não está no preço que pretendem, vão testando todos os dias, eles variam dia a dia e há dias piores para comprar – fim de semana.

Quando encontrar o voo que está dentro das expectativas, comprar logo, sem pensar porque amanhã pode já ter subido.

Se não encontrar crie alertas que o avisam de quando os preços variam de forma a encontrar sempre os voos mais baratos.

Assim estar atento e ter alguma flexibilidade de datas é crucial para encontra voos baratos.

E muitas vezes esses voos podem variar 200€/300€ e esse valor já dá para uma semana no destino.

China Beijing Dicas

Quem deseja viajar para a China concretamente para Beijing há algumas dicas importantes:

– Há um visto de 72 horas sem custos que se pode tirar à chega, poupa-se o valor do visto e as mil burocracias de tirar o vistoIMG_3207

– Beijing é já uma China cosmopolita, não fique nunca a pensar que é suja ou difícil de visitar

– O metro tem uma excelente rede e é sem dúvida o melhor meio de transporte

A não perder:

Muralha da CIMG_3249hina – fica muito perto e há muitas visitas distintas, atenção à que é mais perto pois são milhares de pessoas e a visita não vale. É preciso tomar em atenção que esta visita exige nos troços mais difíceis alguma resistência. Evite os meses mais quentes. Há vários troços sendo os mais conhecidos:

– o mais turísticos tem dificuldade fácil, mas tem milhares de turistas, difícil tirar uma foto sem mil pessoas

– Depois há outro que inclui uma hora de caminhada, menos turístico, mas ainda tem algumas pessoas, pois começa-se a fazer mais este percurso

– caminhada de Jinshanling to Simatai – 6 km a subir – 3.5 horas a andar – 22 torres –  poucas pessoas, muito duro de fazer, mas de parar a respiração de tão belo.

Independentemente do troço que escolherem não percam esta beleza, pois só lá percebemos o belo que é

Nós usamos esta empresa para visitar a muralha e correu tudo muito bem – http://www.backpackingchina.com/trips.asp

Forbidden cityForbidden city não se pode perder, 9000 quartos e uma beleza de palácios e jardins único – www.dpm.org.cn

Tiananmen Square   – símbolo de Beijing, mas eu confesso que não lhe achei graça nIMG_2793enhuma; a maioria das vezes está fechada e cheia de mil seguranças, o melhor momento para a visitar é o render da guarda, mas vá cedo, pois a partir de uma certa hora já não deixam entrar

Temple of Heaven – é um dos sitios mais sagrados, de uma beleza singular e rodeado de um jardim espectacular

Hutongs – A parte antiga de Beijing e para mim a que tem mais interesse

IMG_3175Compras 

infelizmente acho que já foi mais atraente para os europeus que agora, mas mesmo assim ainda é possível encontrar alguns achados.IMG_3152

Eu fugi dos típicos mercados turísticos e o sitio onde fiz melhores compras foi em Xidan, no Wangfujing Food Market pode-se comer e ainda fazer algumas compras.

Nan Luogu – a partir das 9 da noite há um mercado de rua excelente para compras

Comer

A comida é uma maravilha, claro que eu sou fã de comida asiática, mas há imensa variedade e é impossível provar tudo.

No Wangfujing Food Market é óptimo para experimentar tudo, é um mercado com quilos de petiscos típicos, onde se pode provar tudo, até escorpiões vivos.

Drum And Gong – Nan luogu xiang – boa comida serviço muito lento, mas uma ementa gigante onde pode experimentar imensos prato

Nan Luogu – há um mercado com muitas opções de comida, é como o mercado de campo de ourique em Beijing

Dormir

Gostaria de fazer umas boas recomendações de hoteis mas confesso que não tenho a perfeição

Beijing Guxiang 20 – poderia ser o hotel perfeito, está numa rua de Hutongs, é lindo, mas são uma desgraça no serviço. Não falam nada de inglês e quando digo nada é mesmo nada; acabamos com o google tradutor para nos entendermos. Chegamos à 1 da manha e tinham dado o nosso quarto e foi uma hora para nos entendermos e finalmente nos arranjarem outro, como o quarto só era para 2 pessoas e nós éramos 4 acabamos a ter que vir à recepção com almofadas e edredões para explicarmos que precisávamos de mais; foi tudo um filme até para pagar.

O pequeno almoço, nem consigo expressar o mau que era.

Apesar de toda esta loucura os quartos e o hotel é lindo e com uma excelente localização.

Beijing HWA Hotel – Na zona das compras, uns excelentes aparthoteis com um preço excelente. É uma torre, mas o preço, localização e dimensão dos apartamentos é muito voa.