Kenya – Orfanato da ADDHU

A vida é feita de coincidência e não é que depois de voltar de Timor apaixonada pelo Topu Honis Topu Honis e querendo manter o meu legado mais longo, a Catarina uma mulher que nunca desiste coloca os seus mil contactos e acabo por ealmente conseguir enviar 4 fantásticas caixas para Timor, cheias de roupas, computadores, jogos e livros.

Fila para lavarem as mãos
Fila para lavarem as mãos

No meio deste processo conheço a Susana Neves que trabalha na transportadora e que em um telefonema vimos que temos muito em comum. Pessoas apaixonadas por projectos poucas vezes não os tentam vender em cada minuto de tanta paixão que corre nas suas veias.

Coincidência da vida a Susana também faz voluntariado no Kenya e desde logo me cativou a sua instituição.

O Kenya como todos sabemos é um país muito pobre e a Susana em vez de tirar férias e ir para um resort relaxar, arregaça as mangas e vai para o Kenya ajudar a associação ADDHU – ADDHU. A ADDHU tem um orfanato que acolhe crianças orfãs, que infelizmente num país como este ainda é uma realidade e ajuda a comunidade dos Bairros de lata de Nairobi a terem escola e comida.

plasticina um luxo de bricadeira
plasticina um luxo de bricadeira

 

Para terem noção, o que se gasta por vezes num jantar de 4/5 pessoas paga o salário de uma professora no Kenya, por isso imaginem como cada euro pode fazer a diferença para estas crianças, onde a escola é muitas vezes o único sitio onde comem e a única esperança de uma vida melhor.

 

O que me deixa feliz é que ainda há pessoas como a Susana que gastam as suas férias a lutarem por um mundo melhor, que em vez de irem descansar optam por se cansarem ainda mais, mas de onde voltam com o coração cheio e com a certeza que fizeram a diferença.

Os momentos de atenção partilhadaPessoas como a Susana que voltam e perdem todas as suas horas livres a juntar fundos, roupas .. porque o seu coração fica sempre um pouco lá e sempre que chegamos a casa e vemos o que temos, nos lembramos do que falta aos outros. E é nesses momentos que percebemos que somos privilégiados e que sempre que reclamamos no fundo não temos nada para reclamar porque não nos falta nada.

É bom na vida cruzarmo-nos com pessoas como a Susana que mesmo não me conhecendo de lado nenhum dedicou o seu tempo a ajudar a minha paixão e a alimentar o pedaço do meu coração que ficou em Timor. Que partilhou a sua paixão comigo e que me fez apaixonar por estes meninos do Kenya mesmo nunca tendo lá estado.

E a sua paixão, amor e resilência fez o Todos ajudamos  Todos Ajudamos juntar dinheiro para mandar para o Kenya e tentar impedir que estes meninos fiquem sem escola.13.Comer bem para aprender melhor

Se tu que estás a ler também já estás envolvimento, podes também ajudar, nem que seja com 1€ para ajudar o Kenya ou qualquer outro projecto que o Todos Ajudamos apoia, basta enviares uma mensagem e conto tudo o que fazemos.

Deixa de te queixar e mesmo que não sejas uma Susana prova que Todos podemos fazer o Mundo um sitio melhor para viver.